Aforismos salvajes

Por Paulinho Assunção
 
O RITO DAS ANTE-SALAS
Ele soube que não seria o escolhido quando a porta que dava para a sala do diretor rangeu duas vezes, um vento soprou em volta do lustre, a mosca, sobre um catálogo telefônico, pareceu morta, e a secretária, com dez unhas rubras em volta de um relatório, lançou-lhe o olhar dos fatos consumados.

OS IMPOSSÍVEIS GEOMÉTRICOS

O instante em que a linha, que era paralela, entrou dentro da outra linha e começou a infinita jornada rumo ao número um.

OS PONTOS LUMINOSOS

A solidão do pintor em sua longa jornada para entrar dentro da tela.

LIÇÕES DE PLANTIO

Plantou pouco. Duas árvores apenas. Uma era a árvore das surpresas, a outra era a árvore da paciência.

AFORISMOS SELVAGENS

João Serenus é quem diz o dito sábio: "Amor não é coisa para mão de chumbo".

***

1 Comentarios:

© PAULINHO ASSUNCÃO viernes, octubre 19, 2007  

Una vez más, gracias, Lili.

Besos desde Belo Horizonte,

Paulinho Assunção

Publicar un comentario

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape CÍTAME

OJÍMETRO

http://www.wikio.es
Blogalaxia
eXTReMe Tracker
Creative Commons License Free Web Counters
Ranking de blogs

Map IP Address
Powered byIP2Location.com

  © Blogger template Webnolia by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP